25.8.06

A GOIANA EM BRASÍLIA
Aventuras de um projeto de motorista

Não bastasse apanhar dos ônibus de Brasília, eis que agora começa minha saga motorizada na capital.
Tem quase um ano que tirei a carteira.
Tem quase duas semanas que comecei a efetivamente dirigir.
Dirijo mais sozinha, porque nessa cidade se vive muito com você mesmo.
Não tenho mais medo de andar comigo, mas ainda confio mais nos outros.
Qual a graça de publicar seus podres na direção para o mundo?
Na pior das hipóteses, me acharão muito muito ruim e quando, na última opção, precisarem de uma carona minha, pensarão que não fui tão mal assim.

AVENTURA 1: O TRAVECO
Marisa Monte. Tranquilidade. 60 km/h, porque é a velocidade permitida nesse trecho. Tudo tão calmo que nem parece o Terceiro dia de direção.. Estou chegando no trabalho... Até arrisco um assobio. Mas o barulho que escuto é a freada domeu próprio carro. Meus reflexos não me abandonam! Por pouco não atropelo um traveco meio bêbado, meio andarilho, meio muito distraído que atravessou onde não devia. A gente tem que dirigir pela gente e pelos outros. Espero que muitas pessoas lembrem-se de dirigir por mim. Mas esse traveco... Ô viado!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial