28.7.06

E às vezes o certo é perder o juízo
Trocar o namorado
Contar piadas de humor negro
E beber com as amigas.
Falar um palavrão
Chorar de raiva na frente de todo mundo
E não engolir desaforo algum.
Falar alto no meio da roda e dançar desajeitado.
Quem sabe, o certo seja o soco no olho
E a apologia às drogas.
Aquele voto nulo e a paralisação dos funcionários.
O certo é mão no futebol e pé na bunda de quem merece
Fazer cara feia e não dar bom dia ao porteiro.
O certo mesmo é som alto na madrugada
É comer depois das dez.
É inventar um pouco a vida pra parecer que tá feliz.
O certo é gostar do George Bush e fazer casaco de urso panda.
Chocolate no almoço, com salada de sobremesa.
O certo é dormir em colchão mole e na casa do namorado.
E quando tudo tiver certo assim...
A gente começa a fazer errado.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial