22.1.07

Flictz!

Um dia, numa chácara distante, bem antes das melancias, dos cavalos e da conversa com os bezerros perigosos, descobri que minha melhor amiga era também o meu anjinho.
Não lembro direito como, nem onde, nem porquê, mas faz tempo. Só lembro que, de repente, decidi que não queria ficar longe dela nunca mais.
A melhor amiga sempre foi idêntica a mim, nunca como os outros nos percebiam, mas como a gente começou a se perceber.
A melhor amiga, morou longe, mudou de colégio, sumiu de mim, achou outras melhores amigas que, no fim, eram só uma extensão da nossa amizade.
Nunca briguei com a melhor amiga. Nunca senti raiva, nem mágoa, nem vontade de abrir seleção para outras melhores amigas.
Porque a gente é tão igual com todas as nossas diferenças, que se eu me separar dela, estarei separando de mim mesma. E viver longe de mim seria terrível!
Ela é tão menos certinha do que eu imaginava e, mesmo assim, não tem ninguém com o coração melhor que o dela. A melhor amiga me escuta com os olhos, me compreende com o sorriso, me ajuda só por existir.
A melhor amiga teve, com certeza, uma reencarnação igual a minha, porque tudo acontece muito igual com a gente: o aniversário das mães, a profissão dos pais, o nome dos primeiros, a cidade universitária, as confusões temporariamente amorosas.
Quando a melhor amiga precisar de ajuda, eu recrutarei o mundo inteiro e todas as forças boas do universo para ficarem junto dela. E, se todos se negarem, eu sozinha darei meu máximo para ser todas as forças.
A minha melhor amiga merecia um blog só de textos sobre ela. De como é fofa. De como é bom conversar sério com ela e discutir problemas rindo a cada três palavras. De como é importante saber que ela está bem. De como é bom a nossa comunhão de bens e de como ela consegue afastar as nuvens carregadas e salvar um dia.
O anjinho que mora nela, o meu anjo protetor, entende tudo sobre mim, me conhece como ninguém. Espero que ele compreenda também a força maior do que eu escrevo aqui.
E que minha melhor amiga seja sempre a melhor das melhores amigas.

Flictz, S...

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial