6.9.06

A gente só terminou porque se gostava muito.
Eu só saí de casa porque não queria mais meus pais sofrendo.
Eu só fiz essa tatuagem pra inventar uma rebeldia.
Eu mudei de cidade pra não magoar aquelas pessoas.
Meu cabelo curto e vermelho me deixam revolucionária
Mas minhas unhas bem-feitas me entregam...
Meus olhos parecem tão frágeis
Que é por isso que ando tão forte.
Só bati a porta na sua cara porque estava ao ponto de te beijar.
Só rasguei todos os meus poemas porque não sei dizer nem metade deles quando preciso.
Escrevo nessa folha em branco porque me incomoda tanta pureza.
Rabisco os seus desenhos porque ninguém pode materializar tão bem as coisas assim.
É pecado.
E eu não cometo pecados.
Eu odeio os pecados e me recuso a ser um deles.
Mesmo que eu seja um deles.
Eu só estou desabafando, doutor, porque eu pago cada hora nessa sala.
Eu só estou falando mais alto porque anda calor lá fora, sabe?
Eu não quero mais diagnóstico, mais tratamento, mais nada.
Eu quero cinco minutinhos de calma na vista linda da sua sacada.
E eu quero que aquela família linda lá embaixo não esteja apenas interpretando.
A verdade é que eu estou interpretando...
Pareço bem desde aquele fatídico dia quando, na verdade...
Ai doutor...
A gente só terminou porque se gostava muito.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial