4.7.10

Porre

Eu me permito tomar um porre uma vez por ano.

Não para falar o que eu queria
Mas para calar o que se consente.

O que os olhos não veem, ele disse,
O coração pressente.

1 Comentários:

Blogger Sofia disse...

Marcelinha!Nosso futuro tá mais que garantido!;*

18/12/10 21:42  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial