17.9.07

Não tenho pretensões de plantar uma árvore.
Responsabilidades muito cedo são irresponsabilidades.
Se não sei a diferença entre pé de goiaba branca e de vermelha, como posso querer entrar nessa área tão peculiar?
Além do mais, é maldade colocar árvore no mundo com tanto desmatamento hoje em dia.
Vai crescer, ser discriminada, sofrer com aquecimento global, não dar flores, nem frutos.
Odeio investimentos arriscados, incertos e sem futuro.
E, com o azar de nascença que carrego, seria sorteada com uma árvore do cerrado e com tendências à discriminação da sociedade: seca, sem graça e torta.
Nasci para as folhas das árvores, que viram livros, não para o falso ecologismo.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial