21.4.09

Mesa de bar

E quem, hoje, saberia falar de amor?
Os poetas, se o amor não tem rima, nem verso, nem métrica?
Os músicos, se o amor não se ensaia, nem se repete nas mesmas platéias?
Os astros, se o amor é mapeamento imprevisível?
Os santos, se o amor é o pecado divino?
Os loucos, se o amor não é razão sem coração?
Os bêbados, se o amor no copo é esquecimento em vão?

Me diga... quem, hoje, saberia falar de amor?

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial