24.2.09

Os três pecados

E aqui, diante desse tribunal, mantenho minha posição:
Três nunca foi demais.
Três é sempre ideal.
Primeiro: o tempo era pouco, a falta era muita.
Segundo: resisti ao terceiro por mais de um ano.
Terceiro: a vítima era idêntica ao assassino.

Considerem isso na minha sentença.
E me condenem a apenas três meses.
Mais que isso é insanidade.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial